Somebody Cares New England

Somebody Cares New England
"A true witness rescues lives..." Proverbs 14:25

Sunday, September 26, 2010

So mesmo voce pode mudar uma situacao.

Me desculpem os religiosos, mas nem mesmo Deus pode mudar algo em nossas vidas.


Somente nos mesmos podemos fazer algo mudar no rumo de nossas historias.

Tres… este foi o numero de meses q durou em minha corrida para encontrar meu vestido dos sonhos para meu casamento.

Tres meses procurando e um dia , foi o numero para encontra lo.

Oito meses… este foi o numero de meses de muita dor e sofrimento na miha mao direita, com a doenca Tunel do Carpo.

Oito meses de sofrimento e um dia, foi o numero da cura.

Quatro anos… este foi o numero de anos de procura e insatisfacao financeira.

Quatro anos de insatisfacao e um dia, foi o numero da realizacao.

Meia hora… foi o numero de tempo de tormenta e muito furor do mar, um dia q eu estava pescando em alto mar.

Meia hora e um minuto foi o tempo q durou para vir a calmaria.

Tanto e muito mais numeros de anos, dias, horas e minutos q tenho para ser relembrados de como eu pude mudar o curso da minha historia. Num simples gesto de por meus joelhos no chao e clamar a Deus, a quem realmente pode fazer tudo. A quem pode mudar a situacao.

Nao obstante, somente depois q nos prostramos diante DELE e clamamos por ELE em nossa vida e em nossos coracoes, pois Deus nao entra em nossa vida, em nosso dia a dia, se nao O convidamos. Ao contrario o diabo.

Tres meses fiquei numa busca incessante para encontrar meu vestido de noiva, e nao encontrei. Fui encotrar qdo me ajoelhei e pedia Deus q me ajudasse a encontrar.

Oito meses estive com dor na mao com Tunel do Carpo. Nunca desisti de orar e clamar por cura, apesar de conselhos medicos me dizerem q eu precisava de uma cirurgia se nao a paralizacao passaria por todo meu braço, depois corpo.

Quatro anos de insatisfacao na minha vida finaceira procurando um emprego e um salario digno. Um dia para decidir a me ajoelhar e quarto anos clamando a Deus por uma direcao.

Meia hora em alto mar de muita furia do oceano. Um minuto precisou para vir a calmaria. Bastou uma oracao de intercessao.

Enfim, nem Deus pode mudar nossa vida, a nao ser que primeiramente tomemos a decisao de clamaLO a fazeLO.

Monday, January 18, 2010

As cores do Inverno

Esta casa é a do meu vizinho da esquerda. O que se tem, é o que se vê. Sem mudar nada na foto em ajuste ou cores. Eu só intensifiquei um pouquinho o preto.
Este é a melhor Chowder do planeta( caldo de camarão, lagosta, haddock e calamari). Meu maridinho só faz no inverno, pois é servido bem quente. Uma delícia!
O restaurante dos passarinhos. O rajado tem uma pinta vermelha na cabeça. O zoom não foi fiel às cores do momento.
Esta foto foi tirada do mesmo lugar que tirei a foto primeira. A diferença foi o horário. Esta era a hora da enorme e incrível bola de fogo se pôr. Numa estonteante cor avermelhada.
Lagosta... lagosta... aiai... o inverno nos traz tanta alegria. A melhor lagosta do mundo vem de New England.
Azul e branco, e no fundo um ramo verde, sinalizando o final do frio.

Um dia a -5C, e um coração em embulição...
Para mim, o inverno, não tem somente a cor preta e a cor branca. Para mim, o inverno tem o vermelho, o laranja, o amarelo, o verde, o azul, enfim... Para mim, o inverno tem todas as cores. Graças a Deus!

Sunday, December 27, 2009

PROFITEROLES

Hoje eu realizei um desejo muito gostoso.

Quem lê, pode não entender a amplitude de minha satisfação deste ocorrido, pode até achar muito insignificante, mas vou tentar ser simples explicando tal fato, e pedir que não sejam simplistas em suas conclusões.

Tenho muito outros desejos a serem realizados, aliás, a lista de desejos tem sido concretizada, e também tem sido acrescentada.

Deus é lindo!

Tanto Ele tem feito por mim...

Tanto de coisas que nem mereço.

Mas, vamos lá nos profiteroles.

Ha um tempo atrás, estava andando pelas ruas de Milão, na Itália, e como era verão, muitos dos bares e restaurantes, tinham suas mesas postas na calçada do estabelecimento, fazendo com que eu e mais outros milhões de turistas que por alí caminhavam, tivesse que cuidar em passar pelas mesas e pessoas que ali estavam comendo. Sem querer, querendo... hehe... como uma boa gastrônoma que sou, fitei-me os olhos nos pratos que estavam sobrepostos em cada mesa que eu passava.

De repente me vi hipinotisada por um prato que parecia ter calda de chocolate, pãezinhos tipo broa, chantilly, e sorvete de creme, tudo junto. Meu Deus! O que era aquilo???

Tanto foi minha curiosidade e vontade de comer aquela sobremesa, que não importei em ficar na fila de espera por uma mesa naquele restaurante, por 1 hora e meia. Pode???

Mas tudo era festa. Tudo é festa quando se está de bem com Deus, então... esperemos...

Finalmente, chegou minha vez de sentar e poder pedir por aquele prato. O garçon veio e perguntou o que eu queria. Tentei descrever tudo que havia visto a quase 2 horas atrás. Ele disse que era uma sobremesa chamada “Profiteroles”, e perguntou se eu não ia comer o prato princial. Eu disse que meu prato principal naquele dia, ia ser a sobremesa. Ele fez cara que não tinha gostado, entao eu tive que mudar de ideia, pois fiquei com receio que ele pudesse frustar meus planos de comer a sobremesa, e pedi um "secondi" e um "bevanti". As outras pessoas que estavam comigo pediram "zuppe", "insalate", "antipasti", "secondi", "dolci" e "bevantis", enfim, tudo que tínhamos direito em um restaurante italiano.

Depois que comi meu "secondi", chegou o "dulci" do tal  dos "profiteroles". Aiai...

Nunca fui a mesma depois da primeira mordida... hehe...

Depois deste dia, sempre quis saber da receita desta deliciosa sobremesa.

Voltei ao Brasil, e nunca vi por lá, em lugar nenhum. Poderia ser restaurante caro, ou chique, ou até mesmo italiano, que não tinha. Sempre tinha tiramisú, mas “Profiteroles”, não.

Um belo dia, depois de alguns anos, foi um restaurante para a minha cidade que em seu Menu, havia o tal do “Profiteroles”. E adivinhem se eu não ia lá sempre que podia?

Ia lá e me deliciava com os “Profiteroles “. Sempre tentava perguntar ao gerente, e ao chefe de cozinha, se eles não me passariam a receita daquela maravilha. Nunca me ouviram. Com razão. Só diziam que era muito complicado e difícil.

O restaurante foi embora da cidade, e com ele, os meus “Profiteroles”...

Apareceram outros restaurantes, que tinham profiteroles, mas estavam tentando imitar o verdadeiro profiterole. Só que não me enganavam. Eu queria o verdadeiro.

Nunca mais tive o prazer de comer o verdadeiro profiterole. Até que na semana passada, quando estava assistindo a um canal televisivo, chamado Food Network, onde comida italiana estava sendo apresentada.  A chama da esperança se acendeu novamente... hihi . 

Assisti ao show até ao fim. Aleluia! Descobri a receita! Descobri também, que era muito fácil de fazer. Por tantos anos esperando por uma coisa tão simples de se cozinhar.

Hoje fiz pela primeira vez, e por incrível que pareça, foi tudo uma maravilha. Penso que é pela facilidade da receita.

Finalmente, tenho a receita do tal PROFITEROLE comigo... iiêêêêê... E inacreditavelmente, esta receita que tenho, é incomparavelmente mais gostosa do que a que eu experimentei pela primeira vez.

E assim é tudo que provém de Deus. Pode ter me custado vários anos, mas veio até a mim hoje, com muito maior valor em qualidade e em intensidade em tudo.

Tudo que esperamos, às vezes, até pensamos ter-se perdido no tempo, mas se confiamos à Deus, ELE é fiel e justo para nos agraciar infinitamente muito mais naquilo que desejamos e pensamos.

PROFITEROLES!

Obrigada, meu Deus!

Sunday, December 6, 2009

Você agrada a todo mundo?

Esta semana recebi um email de um tanto intrigante.

Não leio todos os emails que recebo, pois se não, estaria o dia todo no computador. Leio segundo algumas regras.

Este email passou pelas regras a começar pelo título: “Você agrada a todo mundo?”

Não acredito em coincidências, mas reveleções de Deus, e nesta mesma semana que recebi este email, estava eu a meditar sobre o quanto as pessoas neste mundo esperam de mim e eu delas.

Nascida e criada num lar onde sempre me cobraram o melhor do melhor(só uma pausa: fui criada pelos melhores pais do mundo), sempre me senti por estes tantos anos que passaram, uma necessidade imensa em agradar 100% a meus pais, meu marido, meus professores, meus irmãos, meus colegas de trabalho, minhas amigas, o gato, o cachorro, etc, etc, e etc... . Só depois de muitos anos(não estou, nem sou velha), que cheguei a conclusão que por mais que pudesse me esforçar em agradar a alguém, em ser aprovada, o resultado nunca seria relativamente proporcional à expectiva criada por mim.

Da mesma forma seria, o contrário... hehe... Digo, se por mais que eu não me esforçasse em meu trabalho, ou em outra circusntância, a aprovação seria altamente surpreendente.
Por isso digo e confirmo, como conhecedora de causa e consequência, que em nesta vida, o que podemos fazer é viver em agradar somente a Quem nos cuida. Porque com absoluta certeza, virá a justa aprovação. Que por mais que meu trabalho, meu esforço, minha atitude não seja reconhecida pelo Homem, eu não preciso ficar triste, pois a recompensa com certeza, virá de Deus.
Que por mais que eu tente enganar alguém, ou a mim mesma, Deus vem com Suas mãos de poder e me mostra o verdadeiro caminho.

Podemos até pensar que podemos nos enganar, enganando a todos, tentando ser o que não somos, mas a Deus, nunca podemos enganar.

Se você pensa que sabe quem é você, se você pensa que vai ou está agradando ao seu/a superintendente, ao seu companheiro/a, ou até mesmo, a você, tente escrever agora o que faz em seu trabalho, e/ou  pensa em fazer com as pessoas, quando está sozinho, sabendo que ninguém vai aparecer por um longo período de tempo. Você vai se agradar? E a Deus?

É muito bom estar constantemente em comunhão com meu Pai, estar querendo agradá-LO, pois pela Sua graça, Ele vê minhas falhas, mas Ele me ajuda a refazer. Ele me faz ver que não sou capaz, mas me ajuda a me capacitar. Que posso cair, mas Ele me faz levantar. Que eu posso esperar Dele tudo que está escrito. Sem acrescentar, sem tirar palava alguma.

Nada melhor do que acordar e querer que naquele dia seja para agradar somente a Deus, pois agradando a ELE eu sei, eu tenho certeza que terei o retorno esperado. Como eu sei que agradando eu tenho bencaos, eu tambem sei que se eu nao agradar a ELE, receberei as maldicoes.

Somebody Cares Tea Time











A beautifull friend wedding


Achei esta foto tão linda. Não foi só pela beleza da minha amiga, mas algo muito forte foi expressado de bom nesta foto.

Wednesday, November 11, 2009

Somente um Hobby


O meu tiro foi o do número 9, enquanto que de meu "hubby", foram os outros dois... Numa distância, até ao alvo, de 40 metros.

Wednesday, October 28, 2009

Anjos

Esta semana, tive que fazer uma visita em uma escola primária da minha cidade. A diretora da escola, Jean, chamou-me para conferir meu trabalho de Pátina (Meu Atelier, meu passatempo).
Estava eu passeando pelo corredor, esperando minha hora de falar com Jean, quando me vi em frente a um mural de recados e mensagens.
Neste mural, tinha uma seleção de 20 respostas dadas por 20 alunos. A pergunta era: “O que é um Anjo?”
Vou tentar por algumas respostas que achei um tanto quanto criativas, para não dizer engraçadas. Os nomes e respostas não estão fielmente em ordem.

Marcus, 8 anos: “Anjo, é aquela pessoa que trabalha pra Deus, quando Deus está ocupado”.

Henry, 9 anos: “Anjo, é aquele que me ajuda na matemática, mas não em Ciências”.

Dilan, 10 anos: “Anjo é aquele que no caminho para o Céu, enquanto te leva, conversa com você todo o tempo sobre o que deu de errado”.

Peter, 10 anos: “Anjo deve ser mulher, porque todo anjo usa vestido”.

Rachel, 9 anos: “Anjo é a minha avó, que morreu ano passado”.

Sara, 9 anos: “Anjo é aquele que está sempre ocupado ajundando os outros. Quando você perde um dente, ele entra no seu quarto durante a noite, pela janela e deixa dinheiro debaixo de seu travesseiro”.

Katie, 10 anos: “O que eu não entendo de anjo, é que sempre quando alguém está apaixonado, ao lado dela tem um anjo com uma flecha”.

Voltando para casa, voltei a pensar sobre os pais e mães daquelas crianças. O que fazem para sobreviver? Qual a profissão dos pais. Se tinham pai e mãe. Se eram filhos adotivos. Se eram filhos de pai ou mãe solteiros. Qual tipo de educção que era dada em casa pra eles. Se os pais eram carinhosos. Se eram generosos. Se eram violentos. Tudo isto veio ao meu pensamento.

O maior e mais forte que me ocorreu foi a idéia de que estas crianças, criativas ou não, um dia serão adultas. E neste dia, qual a resposta que iriam dar a sí mesmas sobre a mesma pergunta?

E eu? Será que também darei a mesma resposta quando crescer???... ihihihi

Monday, October 26, 2009

Sunday, October 25, 2009

Obediência

Nehuma outra palavra mais certa do que esta. Pelo menos é o que venho aprendendo nesta vida.

O aprendizado não vem somente por palavras, às vezes, ele vem por sofridas reais experiências.
Felizmente, e finalmente aprendi que obediência vale muito. Mas muito mesmo. O preço à obediência é inestimável e incomparável.
Infelizmente não temos o que queremos quando queremos. Para sermos profissionais, temos que sentar num banco duro de Universidade por alguns anos. Para comermos uma boa comida, temos que aprender da cozinha francesa(é a minha preferida). 

Tudo na vida tem um tempo. Não existe a idéia de não termos que passar por um processo, seja a curto ou a longo prazo, para chegarmos em algum lugar, ou em uma idéia.
Por mais que uma pessoa possa dizer que não acredita em nada, ela está tentando se enganar, tentando enganar os outros com esta balela.

Qualquer Ser que respira, acredita em algo, em alguma coisa, ou pessoa.
Acredita que pode sentar numa cadeira que não vai cair, acredita que o pomar precisa de água para sobreviver, que depois do inverno vem o verão, que se pular de páraquedas sem o próprio, vai ter uma queda violenta e penosa.

A obediência em estarmos par a par à nossa crença em chegar à algum lugar ou à alguma coisa, nos faz perseverantes, pacientes e acima de tudo, fiéis.
Decidida em optar ser obediente à Deus e à sua Palavra, me tem sido constantemente levada, à lugares que antes eu nunca poderia imaginar penetrar com minha pequena forma de pensar.
Obediente à Deus e à sua Palavra, tenho desfrutado do melhor desta terra. Desfrutado de coisas que eram somente sabidas por eu ouvir de outras pessoas, mas hoje eu posso também falar.

A Palavra, se não praticada, torna-se inútil, mas a prática da mesma, por Lei, torna-se perdida.
O que nos resta é a grandiosa e maravilhosa misericórdia de Deus, dando-nos a graça para obedecermos de acordo com SEU coraçaõ, baseado na SUA Lei. Ok, vou explicar melhor.
A lei de Deus veio para nos mostrar onde podemos pecar, o quanto somos pecadores. A lei nao veio para nos condenar, tampouco nos julgar. Somente Deus o fara no ultima dia, mas o que quero explicar, eh q a Lei de Deus veio para que possamos ver onde andamos e como andamos. E por livre arbitrio, possamos optar em seguir o verdadeiro caminho, onde o nosso amor ao PAI, possa ser contagiante a quem possa estar perto, independente as circunstancias, pois se nao tiver amor, nao adianta, nao flui, nao tem retorno.

Friday, October 16, 2009

Pescaria em alto mar


Mar, até ano que vem!


Sem flash!




Com flash!

Monday, October 5, 2009

Filme muito interessante. Amei!

http://www.youtube.com/watch?v=5e16U8UsT4I&feature=related

Dummies

Para quem não sabe o que siginifica este nome, “Dummies”é> tapado, deficiente.

Daí podem me perguntar o por quê deste nome. Calma, vou responder.
Na verdade, não me atrai o nome, tampouco o motivo pelo qual surgiu.
Foi feito uma pesquisa na Europa sobre a educação mundial e seus respectivos números de horas dada às escolas a cada País. Descobriu-se que as Universidades dos USA, tem a metade de horas que as Universidades da Alemanha e França. Outra pesquisa e que uma grande parte dos futuros doutores, ingressam no exército americano, adiando o curso, mas muitos, desistem da carreira.
Por estes motivos, foi atribuído aos estudantes dos Estados Unidos, o nome “Dummies”.

Não obstante, no currículo escolar, foi deletado o estudo da História da Civilização do Leste dos Estados Unidos, onde grandes nomes de líderes foram esquecidos e deixados nas prateleiras de bibliotecas. Homens que fundaram uma sociedade baseada nas escrituras bíblicas. Homens que morreram defendendo o que pregavam. Projetos realizados não para o interesse próprio, mas para beneficiar futuras gerações.

Certa vez em Massachusettes, aconteceu que o Governador estava para aprovar uma lei muito importante, mas ele não podia assinar o documento se não tivesse a presença do Conselho para também aprovar. Ele pediu para que fossem achá-los. Todo o Conselho, formado por 14 membros, estava reunido numa sala orando e pedindo a Deus direção sobre aquela nova Lei que estava para ser aprovada.

Residente neste País, por amor e respeito à cultura maravilhosa que um pouco ainda tem, sinto um imenso pesar em meu coração no tocante à má reputação que a América vem projetando ao resto do mundo nestes últimos 20 anos. Casada com um americano típico, sinto o que ele sente, só que numa grandeza menor.
Tapados ou não, acredito antes em números, e os números daqui não estão nada animadores.

O curso da História pode ser mudado, basta que decidamos e tomemos atitude para isto.
A necessidade em se fortalecer da verdade, deve-se fazer presente a cada dia. Qualquer sociedade ou organização, a qual a verdade é a base, ela nunca cai. Agora é tempo de agarrarmos na palavra de Deus, onde a verdade é dita e viva. Onde o “que se lê, é o que se vê”, pois creio que ser tapado e deficiente, é deixar de acreditar, e decidir apenas existir.

Tuesday, September 29, 2009

Poço de Água

Há um programa aqui na América que eu gosto muito. O programa é apresentado por um casal super simpático, onde eles fazem entrevista com cantores, escritores, atores, toda esta gente do mundo artístico evangélico. Sempre que posso, ligo lá. Quando começa, e antes de acabar, sempre é feito pelo apresentador, um apelo àos telespectadores no sentido de ajuda às crianças carentes da Àfrica.
O apresentador por várias vezes me fez chorar, colocando no ar imagens das crianças transfiguradas aparentemente, tomando água coletada de lugares inimagináveis. Como um poço de água para estas crianças poderia ser um sonho! Como que simplesmente um poço de água, poderia sanar tantos problemas naquela região!
Carentes por nascimento, o futuro destas crianças somente Deus pode saber, mas fico feliz por ainda existir pessoas que por alguma razão são levadas a promover o bem para quem precisa no momento. Levando não só a solução, mas uma esperança. Esperança de acordar no outro dia sabendo que tudo pode mudar, para melhor.
Nos dias de hoje, não está nada fácil ajudar alguém. Com a economia mundial desabando, pessoas cheias de atividades, trabalho a ser desempenhado, a possibilidade de termos “um tempinho” para pensarmos em ajudar ao próximo, está cada vez mais distante, mas não totalmente inexistente.
Podemos estar carentes de várias maneiras, e de várias formas pode ser revelada. Basta que prestemos mais atenção ao nosso redor.
Há quem possa dizer; “Eu não tenho o suficiente, como posso ajudar alguém?”
Gestos de bondade tipo: um sorriso, um “Bom dia”, uma palavra de consolo, um gesto de carinho, podem muito, mas muito mesmo, ajudar alguém. Sem falar no quanto podemos economizar nosso dinheiro, ao invés de sairmos gastando e comprando coisas que já temos em casa mais de 4 ou cinco exemplares, e usar desse dinheiro para ajudar alguém com real necessidade.

Cada um de nós pode ser como um poço de água. Cada um de nós, pode dar renovo a alguém que precisa, basta que tomemos a decisão de fazê-lo. Certamente não somos fonte de água que sempre está jorrando. Certos dias, ou certas horas, estamos mais secos que o deserto do Saara, mas com certeza, da fonte que podemos reabastecer, dessa fonte, nunca seca. È a fonte do nosso Deus e Pai, nosso Senhor Jesus Cristo! Além de nos alimentar, é uma fonte que nos limpa, cura e liberta. Fonte de água viva! Amém!

Monday, September 28, 2009